OP Jovem Lagoa: recebidas 250 propostas
21 de maio de 2018

Já são conhecidas as propostas no âmbito do Orçamento Participativo Jovem, referentes ao ano 2018, na Lagoa. O número foi anunciado por Ricardo Martins Mota, Vice-presidente da Câmara Municipal de Lagoa, num encontro para Jornalistas que decorreu no Complexo Municipal de Piscinas. Foram, assim, entregues 250 propostas que envolveram a participação de 307 jovens da Lagoa.

Ricardo Martins Mota, mostrou-se claramente satisfeito com os resultados apresentados este ano que, em seu entender, “não correspondem apenas a um número, mais do que isso, são 250 propostas de participação cívica, num verdadeiro exercício de dever de cidadania da juventude lagoense. São 307 jovens que pensaram, projetaram e deram o seu contributo naquilo que consideram importante, na construção e desenvolvimento do seu concelho em matéria de juventude, intervindo, desta forma, no poder democrático de decisão nos investimentos municipais a realizar no concelho”.

A terceira edição do Orçamento Participativo Jovem-OPJ, realizada na Lagoa, teve um aumento de 288% de jovens participantes, comparativamente ao ano anterior. Uma percentagem que, segundo o Vice-presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Ricardo Martins Mota, só pode e deve orgulhar o município e que demonstra a receptividade que a terceira edição do Orçamento Participativo Jovem teve nos jovens do Concelho. 

O autarca lagoense referiu, que foi utilizado um novo modelo de divulgação, assente na proximidade e simplicidade de uma genuína participação. Um modelo que envolveu 25 Instituições recreativas, culturais e desportivas, a Escola EBI de Água de Pau, a Escola Secundária de Lagoa, para além da participação de todas as Juntas de Freguesia do Concelho.

Mais referiu, que o OPJ é um canal de participação e decisão da cidadania, em que a juventude pode, por esse meio, expressar a sua vontade política e ter assim um papel fulcral na melhoria da sua comunidade e na redefinição da intervenção municipal em matéria de juventude.

Uma palavra, ainda, de profundo reconhecimento e agradecimento pelo “prestigioso contributo do Conselho Municipal de Juventude, em trabalho e dedicação no Orçamento Participativo Jovem, tornando uma iniciativa de jovens para jovens”.

De referir que, as propostas apresentadas foram analisadas por uma equipa técnica, na segunda fase do projeto, que selecionaram 41 propostas finalistas de jovens lagoenses em prol do desenvolvimento e diversão das diversas freguesias do concelho, e que demonstram o seu claro interesse, envolvimento e preocupação em desenvolver e melhorar o território lagoense.

Neste momento, decorre a 3.ª fase do projeto Orçamento Participativo Jovem 2018 que consiste na votação e que termina a 28 de maio. Nesta fase, todos os lagoenses podem ter acesso à informação relativa às 41 propostas que passaram à fase de votação para que possam votar naquela que consideram ser a melhor.

A votação pode ser, assim, feita através do site http://opj.lagoa-acores.pt/, na proposta que querem ver realizada na Lagoa, no âmbito deste projeto, para 2018. 

Ler artigo completo em: CM LAGOA AÇORES