Musical de língua gestual venceu orçamento participativo jovem de Amarante
07 de setembro de 2017

Uma proposta de projeto artístico de língua gestual portuguesa, designado "Mãos que falam", venceu a terceira edição do orçamento participativo jovem de Amarante, anunciou hoje a autarquia local.


A proposta, que foi contemplada com o valor de 15 mil euros no orçamento municipal de 2018, prevê que Amarante receba um musical dedicado aos mais novos, "mas que é também uma lição de inclusão para todos".


O musical apresenta "Fada Juju", uma personagem criada pela cantora e intérprete de língua gestual portuguesa, Paula Teixeira.

De acordo com os promotores da ideia, "Mãos que falam" tem como propósito "a inclusão social" e "estimular o interesse dos jovens de Amarante para a língua gestual". O projeto propõe-se ainda ajudar a criar condições para a promoção da igualdade e desenvolvimento local.


A proposta foi apresentada por Bárbara Pereira, licenciada em serviço social, e Sara Dias, licenciada em tradução e interpretação de língua gestual portuguesa, duas jovens com 23 anos, naturais de Amarante.


Como em edições anteriores do orçamento participativo jovem, a ideia vencedora foi escolhida entre as 10 que concorreram, através de votação 'online' aberta à população do concelho.


"Mãos que falam" recebeu a preferência de 39.6% dos votos.

Ler artigo completo em: DIÁRIO DE NOTÍCIAS