Freguesia de Padim da Graça vence Orçamento Participativo
03 de agosto de 2017

A cobertura do ringue desportivo de Padim da Graça foi o projecto vencedor do Orçamento Participativo (OP) do Município de  Braga 2018. Proposta pelo cidadão Joaquim Correia, a requalificação daquele equipamento recolheu 1922 votos na segunda fase de selecção das propostas apresentadas ao OP, garantindo um financiamento de 85 mil euros do Município para sua execução. 

 

Dirigente de uma associação desportiva com relevo na prática do futsal, Joaquim Correia sublinhou a importância do financiamento via OP para dotar de condições de uso um equipamento público que poderá também ser útil para actividades de cariz cultural, social ou recreativo.

 

A freguesia de Padim da Graça foi particularmente premiada nesta edição do OP, já que o projecto de reactivação do grupo teatral local e remodelação do salão polivalente foi um dos oito vencedores, obtendo um financiamento de 50 mil euros. 

 

No âmbito do OP Escolar, o Agrupamento Mosteiro e Cávado vai receber 19 265 euros para remodelar o espaço desportivo da escola do 1º Ciclo de Padim da Graça. 

 

‘Conta-me como foi’, projecto apresentado pelo padre João Torres, dinamizador do Presépio ao Vivo de Priscos, foi o segundo mais votado no OP. Com os 85 mil euros angariados, o recinto do Presépio será transformado num espaço visitável durante todo o ano, continuando a dar oportunidade de integração de reclusos. “Pela primeira vez em Portugal teremos reclusos guias de Museu”, avançou João Torres.


A criação de um salão de apoio às actividades da freguesia de Guisande, orçado em 85 mil euros, foi outro dos projectos vencedores do OP, tal como a segunda fase do Espaço Comunitário e de Culto de S. Martinho, na freguesia de Fradelos, que obteve o mesmo valor de financiamento.

Igualmente 85 mil euros é a fatia do OP angariada pelos proponentes do projecto ‘+ Saúde + Idade’, que visa a criação de uma sala para tratamentos de fisioterapia e outros no Centro Social da Paróquia de Ferreiros.

Verba idêntica está destinada ao projecto ‘Arte por Tadim’, com o qual se preservará património material e imaterial da freguesia, nomeadamente com a criação de uma área museológica.

Por fim, esta edição do OP contemplou o projecto ‘Fibra - Filarmonia Juvenil de Braga. Oitenta mil euros são destinados à constituição de uma orquestra de cordas com estudantes de alunos de música de várias escolas especializadas do distrito de Braga.

Ler artigo completo em: CORREIO DO MINHO