Funchal avança com Orçamento Participativo. Propostas podem ser entregues até 15 de setembro
24-07-2020

O Orçamento Participativo terá um valor de 500 mil euros. O limite máximo por projeto é de 100 mil euros.

Já foi apresentada a terceira edição do Orçamento Participativo do Funchal, que terá um valor de 500 mil euros. O limite por projeto é de 100 mil euros, e o prazo de execução de 18 meses. A entrega de propostas prolonga-se até 15 de setembro, e de decorre em op.cm-funchal.pt.

Podem participar os munícipes com idade igual ou superior a 15 anos. São válidas propostas de interesse público. Devido à pandemia do coronavírus covid-19 foi necessário proceder a alterações no regulamento do Orçamento Participação. A submissão de proposta pode se feita online e os encontros de participação serão adaptados às plataformas digitais.

“Não podemos deixar que a participação cívica seja suspensa, e como tal, garantindo todas as questões de segurança, teremos também à disposição de todos um autocarro equipado com um computador, que irá percorrer várias artérias do Funchal, para que os cidadãos, devidamente acompanhados pelos nossos técnicos, possam submeter as suas ideias”, explicou Miguel Gouveia, presidente da Câmara Municipal do Funchal.

O autarca referiu ainda que o valor do Orçamento Participativo estava inscrito no Orçamento Municipal, que foi chumbado pelo PSD e pelo CDS-PP. O autarca sublinhou que a autarquia “está a fazer tudo o que está ao alcance para não defraudar as expetativas dos funchalenses, nomeadamente no que diz respeito à participação cívica e à democracia participativa que são essenciais na forma como estamos a governar a cidade desde 2013”.

Miguel Gouveia referiu que entre as propostas que venceram no Orçamento Participativo esteve: o Skate Park do Funchal, a ampliação do Ginásio Municipal de São Martinho, os carregadores USB nas paragens de autocarro e o Wi-Fi gratuito em toda a cidade.

“Todos estes projetos vieram enriquecer a oferta pública no Funchal, seja em equipamentos desportivos ou eletrónicos, e é isso que as propostas devem considerar, investimentos que fiquem ao dispor de toda a população. Venham ajudar a construir o nosso Funchal”, afirmou.

As proposta apresentadas entre 22 de julho e 15 de setembro serão alvo de análise técnica pelos serviços da Câmara Municipal do Funchal, entre os meses de setembro a outubro. A votação decorre entre 16 de outubro a 29 de novembro. Será possível votar online e por um sistema de SMS que será disponibilizado pela Autarquia durante o período de votação. Os projetos vencedores serão conhecidos no final de novembro.

Notícia publicada em: https://jornaleconomico.sapo.pt/