Executivo de São Brás de Alportel salda segundo ano de mandato como «muito positivo»
08/11/2019

Segundo a Algarve Primeiro:


"Cumprido o segundo ano do mandato 2017/2021, o Presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Vitor Guerreiro, apresentou, em conferência de imprensa, que teve lugar no passado dia 30 de outubro, um balanço da atividade autárquica.

 
Segundo reflete nota nota do Município, "o cada vez maior envolvimento e participação da comunidade inclusiva são-brasense, de todas as idades, das diversas localidades e num perfeito diálogo; a crescente atratividade do concelho, com mais qualidade de vida, com maior dinâmica económica e truística,  e a aposta ganha nas acessibilidades e na mobilidade são as principais razões que levam Vitor Guerreiro a saldar de muito positivo o trabalho da primeira metade deste mandato".
 
«Ao longo de 12 meses, muitos foram os investimentos realizados nas mais diversas áreas de ação, tendo sempre as pessoas no centro das decisões» referiu Vitor Guerreiro, na conferência de imprensa em que se fez acompanhar pelos vereadores que o acompanham, a tempo inteiro, na autarquia: Marlene Guerreiro, Acácio Martins e David Gonçalves.
 
Relativamente à crescente atratividade do território, Vitor Guerreiro revelou que nos últimos tempos a autarquia tem registado um aumento de aproximadamente 30% no numero de processos de licenciamento urbanístico, metade dos quais pela mão de novos residentes oriundos do estrangeiro.
 
O edil apontou aos jornalistas que o concelho não é apenas procurado para viver, mas também para investir, tendo-se registado um crescente número de empresas a procurar as áreas empresariais, cada vez mais dinâmicas.
 
A vice-presidente, Marlene Guerreiro referiu que São Brás de Alportel tem características diferentes dos concelhos vizinhos localizados mais a litoral que se debatem com a constante adaptação às flutuações turísticas. Em São Brás de Alportel, onde não se pretende um turismo de massas, e onde o turismo residencial constitui um motor dinamizador da economia local, os restaurantes e alojamentos não encerram alguns meses do ano e registam uma procura estável. 
 
Nesta área, o município tem vindo a apostar muito na promoção e dinamização. A autarca referiu, a titulo de exemplo, o novo Portal de Comércio e Serviços, lançado em julho, que constitui uma verdadeira montra online do empreendedorismo concelhio.
 
A atratividade do concelho revela-se no crescimento da população que justificou que este ano letivo fossem abertas mais uma sala de 1º ciclo e uma sala de pré-escolar, estando projetada a ampliação do Centro Escolar, para garantir às crianças as melhores condições de ensino.
 
Vitor Guerreiro destacou os projetos de intervenção comunitária que chegam aos diversos sítios do concelho e que têm um número crescente de participantes, entre um sem numero de projetos e iniciativas em prol do envelhecimento ativo.
 
O edil sublinhou ainda o crescente envolvimento da comunidade que tanto através das estruturas associativas culturais e desportivas como através da participação em ações como o Orçamento Participativo se mostra ativa, atenta e participativa.
 
A promoção do desporto, com a disponibilização de bons equipamentos desportivos públicos tem sido uma prioridade, com o município a prosseguir com as obras de manutenção e modernização dos equipamentos desportivos com investimentos significativos no último ano, nomeadamente com a requalificação das Piscinas Municipais Descobertas/Jardim da Verbena, como referiu o Vereador Acácio Martins.
 
As acessibilidades e a mobilidade são linhas estratégicas em que a autarquia tem empenhado os seus esforços. «Hoje as acessibilidades para todos são uma regra e não uma exceção». 
 
Vitor Guerreiro referiu também alguns projetos na área da solidariedade, que continua a ser prioritária. O apoio à integração das pessoas com deficiência, com a abertura do Balcão da Inclusão; os desafios da habitação, com a criação de uma unidade de emergência e investimentos muito significativos na melhoria do Parque de Habitação foram alguns exemplos. 
 
O autarca referiu ainda apostas fortes que tem sido feitas nas áreas da cultura e do património, destacando o Centro Histórico, que é objeto de um plano de revitalização com muito bons resultados. «O Município criou ainda com um Gabinete de Reabilitação Urbana com vista a apoiar os munícipes a revitalizar as suas propriedades ou negócios e a conhecer os apoios existentes para o efeito.»
 
Em matéria de património, Vitor Guerreiro referiu duas importantes obras que se encontram em conclusão: a requalificação de uma antiga casa que vai acolher o Núcleo Interpretativo da Serra do Caldeirão, na aldeia de Parises; e a requalificação da antiga Secção de Cantoneiros onde ficará localizado o Núcleo Interpretativo da EN2.
 
Destacou ainda a obra de requalificação da Fonte da Mesquita, que dá continuidade ao projeto “Memórias da terra”.
 
Ao nível do Ambiente e Proteção Civil, o Município tem feito investimentos em diversas frentes, como na melhoria energética em escolas e equipamentos públicos, e sobretudo as ações de rearborização e na implementação de uma estratégia integrada que tem sido possível através de várias parcerias com entidades locais, regionais e nacionais para a defesa da floresta e prevenção de incêndios rurais, um desafio prioritário. 
 
Vitor Guerreiro relembrou que no último ano, o Município criou um novo ponto de água para abastecimento de meios aéreos que estejam a fazer combate a incêndios e procedeu à execução de 220 hectares de faixas de gestão de combustível da Rede Primária.
 
O Vereador David Gonçalves não esqueceu também alguns investimentos a nível dos espaços verdes e do espaço público. O Cheque Veterinário, medida à qual o município se associou de forma pioneira no país, é uma das ações da política de bem estar animal, que assumiu como prioritária neste mandato, tendo inclusivamente sido criado um novo pelouro nesta área."

Créditos de imagem: Algarve Primeiro