Orçamento Participativo de Viseu com 10 projetos vencedores

Edição deste ano foi dedicada à "Cidade-Jardim". Orçamento global de 300 mil euros.

Revitalizar parques e jardins, requalificar uma piscina natural, criar percursos pedestres, valorizar a Cava de Viriato, criar uma rede de bebedouros públicos inclusivos, instalar equipamentos desportivos de manutenção em escolas ou bicicletas ecológicas que carregam telemóveis são algumas das ideias a desenvolver pelos projetos vencedores da 5ª edição do Orçamento Participativo de Viseu.
Na iniciativa, que contou com um orçamento global de 300 mil euros, participaram 85 ideias do qual resultaram 10 projetos vencedores, que foram conhecidas esta quarta-feira (4 de agosto). Contabilizaram-se 8.589 votos.

O Orçamento Participativo, que este ano teve como mote a “Cidade-Jardim”, contou com duas categorias: "Cidade-Jardim Escolar" e "Cidade-Jardim".
Na linha "Cidade-Jardim", no primeiro lugar, com 777 votos, ficou o projeto "Jardins da Memória", formulado para a Freguesia de Viseu. A ideia, com um investimento de 40 mil euros, vai permitir o ajardinamento urbano sustentável e a reinterpretação dos espaços ajardinados do complexo Paroquial de Coração de Jesus.  
A "Requalificação de Piscina Natural na Ribeira do Seixal" ficou em segundo lugar, ela, com 756 votos e com um valor de 50 mil euros. Destinado à União de Freguesias de Barreiros e Cepões, o projeto insere-se na tipologia "Valorização e/ou equipamento de recantos fluviais" e prevê a requalificação e manutenção regular do meio envolvente da piscina natural existente na Ribeira do Seixal.
O terceiro projeto vencedor chama-se “Empatias» - Reabilitação do Jardim e da Mata de Abraveses". Com 443 votos e um investimento de 50 mil euros, esta ideia, da Freguesia de Abraveses, pretende recuperar os jardins e mata de Abraveses, pontuando-os com cor, aromas e equipamentos que transmitam serenidade a quem os utiliza, tornando-os num espaço sustentável.

Em quarto lugar, com 264 votos, está o projeto "Jardim da Água - Campo", na freguesia de Campo, com um valor de 50 mil euros. O projeto prevê a requalificação de um largo e criação de um jardim de água, tornando o espaço sustentável.
A fechar a lista de vencedores, o projeto "Vamos à Frádega?", com 256 votos e um investimento de 50 mil euros, que se destina à freguesia de Bodiosa e pretende criar um percurso pedestre e ciclável e a construção de passadiços em madeira.
Num envolvimento de 12 instituições de ensino, na linha "Cidade-Jardim Escolar", dedicado à comunidade escolar, há projetos vencedores de quatro escolas, dos três níveis de ensino do concelho: a Escola Secundária de Viriato, a Escola Secundária Emídio Navarro, a Universidade Católica Portuguesa – Viseu e a Escola Profissional Mariana Seixas.

O projeto "Projeto Octógono" foi o grande vencedor, somando um total de 613 votos. Uma proposta apresentada pela Escola Secundária Viriato, com um investimento de 10 mil euros, e que prevê a valorização da Cava de Viriato através das vertentes cultural, pedagógica, de turismo e lazer.
Em segundo lugar está o projeto "Dá-lhe água!", com 421 votos e um valor de 10 mil euros. O projeto, cuja tipologia é "Adoção de boas práticas de sustentabilidade", é da Escola Secundária Emídio Navarro. A ideia é criar uma rede de bebedouros públicos inclusivos, que permitam o acesso a pessoas com mobilidade condicionada e ainda o reaproveitamento de água para animais.

Com 319 votos e 10 mil euros, está mais uma ideia da Escola Secundária Emídio Navarro, "Jardins Ativos", que pretende instalar equipamentos desportivos de manutenção nos espaços ajardinado em duas escolas.
O quarto lugar pertence ao projeto "BJV (Bicicleta-Jardim Viseu) – Pedalar para Carregar", que recebeu 316 votos e tem um valor de 10 mil euros. Resultante de uma proposta realizada pela Universidade Católica Portuguesa - Viseu, o projeto foca-se em equipar um jardim / zona ajardinada com bicicletas ecológicas que permitam carregar os telemóveis enquanto se faz exercício físico, apenas com a energia cinética gerada ao pedalar.
Por fim, o quinto projeto vencedor pretende fazer o aproveitamento do Rio Pavia, junto à Casa da Ribeira, colocando pequenos barcos e/ou gaivotas para usufruto da comunidade. "Diversão no Pavia", com 186 votos, tem um investimento de 10 mil euros e tem na Escola Profissional Mariana Seixas o seu proponente.
Depois da aposta, em 2014, no lançamento deste instrumento de democracia participativa, tendo como grande projeto vencedor o Bairro Municipal, seguiu-se, em 2015, uma segunda edição com especial incidência nas Freguesias. Em 2016, o Orçamento Participativo lançou o desafio à comunidade escolar, em especial às escolas secundárias, profissionais e superiores do concelho, com a vertente "Jovem Escolar". Em 2018/2019, a iniciativa municipal focou-se em duas linhas distintas: a "Jovem Escolar" e a "Bairros de Viseu".
No final do evento, a autarquia fez ainda um balanço sobre o estado de execução dos projetos vencedores das últimas quatro edições do Orçamento Participativo de Viseu, aos quais foi alocado um montante global de mais de 800 mil euros.

«Até à data, todos os oito projetos da 1ª e 2ª edições estão concluídos. Já os da 3ª e 4ª encontram-se concluídos ou em fase de execução. São exemplos de projetos concluídos o "Wireless para todos" na rua Direita (de utilização livre e gratuita), o "Pequenos Grandes Sorrisos" (na área da saúde oral) ou a "Instalação de um sistema de rádio e pontos de acesso à Wi-Fi nos locais de máquinas de atividade física na Ecopista do Dão"», salientou a autarquia.

Notícia publicada pelo Jornal do Centro.