Associação Académica da Universidade do Minho estreia orçamento participativo com 7.500 €
25 de setembro de 2017

A ideia está em cima da mesa há alguns anos, mas agora vai mesmo acontecer. No total, são 7.500 euros que poderão ser usados pelos estudantes para criar e implantar projetos na academia. A verba representa cerca de 0,16% do orçamento geral da Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM).

Bruno Alcaide considera o orçamento participativo (OP) uma forma de os alunos “se envolverem com as atividades da associação académica”, no ano em que esta completa 40 anos de existência. O período de submissão de candidaturas arrancou na passada terça-feira. Com um teto máximo de 2.500 euros cada, as propostas, nas áreas da cultura, desporto, pedagogia e social, podem ser submetidas por um estudante ou núcleo de estudantes até ao dia 20 de outubro.

Depois de analisadas e publicitadas pela AAUM, as iniciativas selecionadas serão votadas pela comunidade académica. Os projetos mais votados serão depois executados até se atingir a verba integral disponibilizada para o orçamento participativo. Apesar de não ter uma expectativa para o número mínimo de candidaturas, Bruno Alcaide espera que, em todas as fases, a “envolvência da academia seja muito expressiva”.

Promessa demorou dois anos a ser implementada

Na primeira campanha eleitoral de Bruno Alcaide, em 2015, o então candidato justificava a promessa de um orçamento participativo com o desconhecimento dos alunos sobre a forma como a AAUM geria os seus projetos. A promessa, porém, na altura, não passou disso mesmo. Alcaide venceu as eleições desse ano e do seguinte, com o orçamento participativo na gaveta.

Agora, o presidente da AAUM justifica a demora no lançamento do OP com a “necessidade de restruturação financeira” do órgão no passado, acrescentando que a abertura das candidaturas no mês de setembro facilita o desenvolvimento e a votação das propostas. “Se o começássemos em janeiro, fevereiro ou março, haveria poucos meses para executar os projetos”, afirma, em declarações ao ComUM.

Tendo em conta o orçamento geral da AAUM em 2017 — aproximadamente 4 milhões e 700 mil euros —, os 7.500 euros agora alocados para o OP representam cerca de 0,16% desse valor.

Os resultados finais serão conhecidos a 13 de novembro e os projetos implementados até ao final do ano letivo.

Ler artigo completo em: COMUM ON LINE