OP Cascais | foram revelados os 24 projetos vencedores
18 de dezembro de 2018

Numa noite de grande festa, com direito a abertura pela Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Carcavelos – S. Domingos de Rana, foram revelados, no Mercado da Vila, os 24 projetos vencedores do Orçamento Participativo de Cascais 2018. Este ano, a verba para o OP volta a ultrapassar os 5 milhões de euros. 

Na oitava edição consecutiva do OP Cascais, a Câmara Municipal atribui aos cidadãos a decisão de executar 5,8 milhões de euros – a segunda verba mais alta de sempre - elevando para cerca de 28 milhões de euros o total de verbas codecidido pelos munícipes desde 2011. 

Elevam-se agora para 139 os projetos de cidadãos para cidadãos e, dada a taxa de execução de 95%, a sua grande maioria está já ao serviço um pouco por todo o concelho. De acordo com as normas, o tempo previsto para a execução os projetos vencedores de cada ano é de dois a três anos, mas por exemplo, no caso do ano passado, metade dos projetos estão já concluídos ou em vias de conclusão. 

Para o presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, o “orçamento participativo já está de tal forma implementado que quando um dia eu deixe de ser presidente de câmara dificilmente haverá outro presidente que consiga acabar com o OP”. Carlos Carreiras acrescentou ainda que, em Cascais, “os cidadãos já tomaram posse do OP e isso é o melhor resultado que se pode ter ao fim de oito anos. É esta festa da cidadania e da democracia participativa e colaborativa que ajuda a democracia representativa a continuar a vingar. É muito melhor viver em democracia do que sem ela, por isso o orçamento participativo é um contributo muito forte”. 

“Faço sempre votos de que o cidadão participe, que tenha esta participação cívica ativa através do exercício dos seus direitos mas também de responsabilidades, por isso fico muito feliz quando vejo o orçamento participativo e outras iniciativas a terem tanta adesão da população de Cascais”, afirmou ainda o presidente da Câmara Municipal de Cascais. 

Correspondendo às mudanças na metodologia solicitadas pelos munícipes, a Câmara Municipal de Cascais introduziu este ano, pela primeira vez, a classificação de projetos vencedores por tipologia: a A para projetos que beneficiam as instituições e só através delas os cidadãos, e a B, para projetos que beneficiam diretamente a comunidade ou os cidadãos. Esta segmentação permitiu dividir as verbas de forma mais equitativa, tendo em conta a menor capacidade de mobilização dos proponentes individuais. No total, os projetos da Categoria A correspondem em 2018 a obras no valor global de 4,6 milhões de euros (79% do total de verbas disponibilizado pela CMC) e os projetos da Categoria B, a obras no valor de 1,2 milhões de euros (21% do total). 

E foi em ambiente de muita festa e alegria que foram anunciados os 24 vencedores, cada grupo, associação ou escola foi a palco cumprimentar o executivo da Câmara Municipal de Cascais e receber o reconhecimento da vitória do seu projeto. Líder de votação desde 2015, a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Alcabideche, pelo quarto ano consecutivo, voltou a ser responsável pelo projeto mais votado com 7900 votos, neste caso a requalificação do quartel, no valor de 300.000 euros.

Para o Comandante desta associação, José Gomes, esta vitória só foi possível porque “as pessoas aderiram ao projeto. Conseguimos convencê-las que era um projeto viável e o carinho que a população dá aos seus bombeiros foi fundamental para conseguirmos este resultado”. A maior fatia dos votos (69%) foi, de resto alcançada por projetos da Categoria A. Os projetos vencedores da Categoria B foram responsáveis por 9% do total de votos deste ano (78.449). 

Ler artigo completo em: CM CASCAIS