Ribeira Grande | OP afirma-se cada vez mais como uma ferramenta útil
30 de novembro de 2018

A recuperação dos moinhos da Viola (Lomba da Maia), a construção de um Smart Park (Rabo de Peixe) e a adaptação de uma sala a Welcome Center da Zona Oriental do Concelho da Ribeira Grande (Maia) são as propostas vencedores da quarta edição do Orçamento Participativo promovido pela Câmara da Ribeira Grande.

A sessão pública de apresentação das propostas mais votadas teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho e contou com a presença dos promotores das mesmas que, na ocasião, receberam os respetivos diplomas de participação.

Esta foi a edição mais participada de sempre pois ultrapassou os três mil votantes, sendo que cerca de 2600 munícipes votaram on-line e os restantes recorreram ao voto presencial nas sessões promovidas pela autarquia ao longo de todas as freguesias do concelho.

Na sessão pública de apresentação dos resultados, o presidente da autarquia, Alexandre Gaudêncio, destacou que o Orçamento Participativo tem vindo a afirmar-se como “uma ferramenta útil e necessária para que os munícipes possam ter voz ativa no que respeita à melhoria da qualidade de vida no concelho, oferecendo-lhes a oportunidade de participarem nos projetos a desenvolver.”

Qualquer uma das três propostas mais votadas apresenta um orçamento de 70 mil euros, o que perfaz o total previsto para o Orçamento Participativo, ou seja, 210 mil euros anuais, montante inscrito no orçamento camarário para 2019.

À semelhança dos anos anteriores, as freguesias rurais continuam a ter forte expressão no Orçamento Participativo. Este ano foi a vez da Lomba da Maia ter uma proposta vencedora, o que reflete “a capacidade dos proponentes em fazerem passar a mensagem relativamente à importância do projeto que defendem”, realçou Alexandre Gaudêncio.

Ler artigo completo em: CM RIBEIRA GRANDE