Câmara e Misericórdia de São João da Madeira com cantina para sem-abrigo
4/12/2019

Segundo o site Notícias ao minuto:

"A Câmara e a Misericórdia de São João da Madeira inauguram em janeiro de 2020 uma cantina social viabilizada que assegurará almoços e jantares a cidadãos sem-abrigo ou a residir em condições precárias. Designado 'Senta.com - Restaurante Social', o projeto parte da iniciativa daquela misericórdia do distrito de Aveiro e foi um dos vencedores do Orçamento Participativo de São João da Madeira, pelo que a Câmara suportará os encargos com as obras no espaço a adaptar para o efeito e a Santa Casa assegurará a confeção e o serviço de refeições, com verbas da Segurança Social e do Município. No concelho só estão atualmente sinalizadas seis pessoas como vivendo na rua, mas a esse grupo de sem-abrigo juntam-se ainda outros cidadãos em contexto de vulnerabilidade social. Fonte oficial da Misericórdia identifica-os como "maioritariamente desempregados ou beneficiários de prestações sociais" e com "problemas de isolamento social devido ao consumo de substâncias aditivas, questões de saúde mental, disfuncionalidade familiar e experiências laborais precárias".

Jorge Vultos Sequeira, presidente da Câmara de São João da Madeira, situa em cerca de 30 pessoas o universo de potenciais utentes da nova cantina, que todos os dias poderão almoçar e jantar no espaço a preparar para o efeito na sede do projeto "Trilho", valência da Misericórdia local a funcionar na Rua Oliveira Júnior.

A mesma fonte da Santa Casa explica à Lusa que o "Senta.com" visa proporcionar aos destinatários do projeto "uma resposta mais qualificada que colmate a ausência de um espaço físico de refeição" no seu quotidiano e evite que esses cidadãos tenham que se alimentar "na via pública, sem privacidade ou humanidade".

Assegurando para esses momentos uma sala comunitária "digna, partilhada e acolhedora", a Misericórdia espera motivar na população-alvo novas competências pessoais e sociais, ajudando também à "reparametrização das suas rotinas e valores, numa lógica participativa".

A mesma fonte realça ainda que "o facto de a maioria dos indivíduos identificados estar isolada e ser difícil de contactar faz com que este espaço tenha o potencial de se constituir como importante 'locus' mediador entre beneficiários e serviços de apoio social".

"Ao responder a uma necessidade básica, fomenta a aproximação entre estes cidadãos e os nossos serviços, e permitirá assim aferir locais de pernoita e monitorizar condições de saúde, de toma de medicação, etc.", acrescenta.

O apoio da Câmara Municipal abrange também todas as "refeições extra-acordo" que venham a revelar-se necessárias para atender a novos casos de fragilidade social e habitabilidade precária, mas a garantia atual é de que a cantina "Senta.com" já cobre "todas as situações de necessidade identificadas no concelho" - sendo que "não há lista de espera".

No mesmo contexto de apoio à comunidade sem-abrigo, tema que o socialista Jorge Vultos Sequeira apontou como prioritário para o seu Executivo logo após a tomada de posse em 2017, a Câmara também já criou com a Misericórdia "um apartamento de autonomização com capacidade para quatro pessoas" e desenvolveu com o Trilho e o Centro de Saúde local "uma campanha de vacinação contra a gripe" dirigida especificamente a quem vive na rua."

Créditos de imagem:  Notícias ao minuto